Astronauta Mecanico

RUMOR
Projeto gráfico e capa: Astronauta Mecanico

Formato: 12×18 cm
56 páginas
Composto em tipologia Trade Gothic (capa e miolo),
com detalhes em DIN, no papel pólen bold, pela gráfica Bartira.

Este livro foi ofertado para a poeta, sem qualquer pagamento financeiro, como pacto com a POESIA.

 

Salvador — São Paulo, 2017



previsão do tempo: o sol brilha sobre nada.

“Poesia das entranhas, de apelo vertical, telúrico e ígneo, em permanente diálogo com o vento, o tempo e com a força incontida da expressão, os versos de Tenille falam de um corpo indócil, da quimera das navalhas, dos anzóis que esqueceram a pesca, das fontes que permanecem puras, da permanente madrugada do espírito e da solidão das sobras.
Seus poemas flertam com o pensamento e a filosofia, mas sobretudo com uma estética da existência. Nesta estética, surgem imagens que evocam mitos, deuses, ritos secretos, mini-narrativas, sussurros mágicos, orações, inscritas sob a sutileza da imensidão.
Sinto que seu corpo e sua poesia são o mesmo território: paisagens quentes, loucamente incertas; limites que escapam; campos abertos e trilhas inundadas de sol.”

Gustavo de Castro



Foto still da capa: Nino Andrés